Scortecci uma História de 32 anos

A Scortecci nasceu em agosto de 1982, uma sexta-feira 13, na Galeria Pinheiros, loja 13, na Rua Teodoro Sampaio, em São Paulo, Capital.

Edita, imprime e comercializa livros em pequenas tiragens.

Pingo de Letra é o selo editorial infantil da Scortecci.

Em sua história, conserva os mesmos objetivos e propósitos desde a sua fundação: publicar livros de novos autores, organizar concursos e prêmios literários, realizar recitais e eventos culturais, organizar antologias e fomentar o mundo literário revelando novos talentos.

Fazem parte do Grupo Editorial Scortecci: Scortecci Editora, Fábrica de Livros, Gráfica Scortecci, Escola do Escritor, Espaço Scortecci, Livraria Asabeça e os portais na internet Amigos do Livro, Portal Escritor, Concursos e Prêmios Literários e TV Livro.

Oferece os serviços de edição e publicação de livros, revisão e leitura crítica, divulgação e promoção de livros e autores, lançamentos e seções de autógrafos, eventos literários e culturais, cursos e palestras, oficinas literárias, antologias e coletâneas, catálogo de publicações, sites e portais na internet, comercialização de livros (Sistema Livroscort), prêmios e concursos literários e consultoria em negócios com livros.

Nos últimos anos, a partir de 2005, a Scortecci ampliou suas parcerias. Foram desenvolvidos projetos com a UBE - União Brasileira de Escritores, REBRA - Rede de Escritoras Brasileiras, Parceiros do Livro, RR Donnelley, AN - Agência de Negócios, Livraria Cultura, GSC Eventos Especiais e Canon do Brasil.

Hoje a Scortecci edita, em média, 1,5 título por dia. São mais de sete mil obras em primeira edição. Seus autores estão espalhados por todos os estados brasileiros e também em países da Europa, Américas do Norte, Central e Sul,Oceania e África.

Desde 1994, a Scortecci marca presença na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, com estande próprio e programação intensa. Foram onze participações, de 1994 a 2014, e uma no Salão do Livro em 1999.

Além das antologias que circularam tradicionalmente nas Bienais do Livro de São Paulo desde 1994, a Scortecci já organizou mais de sessenta outras coletâneas, sempre com o objetivo de revelar novos autores e promover a literatura brasileira.

“Não há nada melhor para um novo escritor que estrear em uma antologia. É o caminho de muitos que, maduros e batizados com a experiência, se sentem encorajados para um primeiro livro solo”, é o que pensa João Scortecci, Diretor-Presidente do Grupo Scortecci.

“Eu mesmo participei de quatro antologias, Ensaios I, II, III e IV, do Grupo Poeco, no final dos anos 70, para somente em 1982 publicar o meu primeiro livro individual”.

Nos últimos anos, a Scortecci tem investido com empenho na formação e na contratação de bons profissionais, além de aprimorar cada vez mais seu trabalho editorial e gráfico, com a compra de máquinas e equipamentos de última geração.

É a Scortecci mostrando o seu diferencial.

A Scortecci organiza anualmente três concursos literários: Prêmio Literário Livraria Asabeça, Prêmio Canon de Poesia e Prêmio Literário Amigos do Livro.

Ao longo de sua existência, a Scortecci foi laureada com alguns prêmios importantes. Em 1986, recebeu o Prêmio Jabuti, categoria Poesia, outorgado pela Câmara Brasileira do Livro, com Canteiro de Obras da escritora Ilka Brunhilde Laurito.

Foi ainda finalista do Prêmio Jabuti, por mais seis vezes, com as obras: E Vou e Vamos Águas Emendadas (1998) de Izacyl Guimarães Ferreira, Compasso Binário (1999) de Geraldo Pinto Rodrigues, Um Homem e suas Sombras (2002) de Samuel Penido, Cheiro de Terra - Contos Fazendeiros (2009) de Lucília Junqueira de Almeida Prado, Sagração do Alfabeto (2010) de Leonor Scliar-Cabral e Pimenta Neves - Uma Reportagem (2014) de Luiz Octávio de Lima.

Pela APCA - Associação Paulista dos Críticos de Arte recebeu os seguintes prêmios:  Autor Revelação (1990), com a obra Memorial de Inverno do poeta Paulo Sampaio, e Melhor Livro do Ano (1992), com O Tecedor e sua Trama de Francisco de Oliveira Carvalho.

Em 2007 recebeu o Prêmio Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional na categoria Melhor Romance, com a obra O Tempo Físico de Idalina Azevedo da Silva.

Em 2008 recebeu o Prêmio Academia Brasileira de Letras para melhor livro de poesias, com Discurso Urbano de Izacyl Guimarães Ferreira.

Trilhar passo a passo o caminho da criação à edição, incentivando novos talentos, sempre será o objetivo da Scortecci. A sua história está sendo escrita pelos seus autores e suas obras. Razão e essência de sua existência.

O EDITOR

João Scortecci, fundador do Grupo Editorial Scortecci, nasceu em Fortaleza, Ceará, em 1956. Veio para São Paulo em 1972, onde reside até hoje. Fez sua estréia na Revista Poetação (FAU-USP), em 1973, com a poesia “Mulher de Rua”.

É escritor premiado: Prêmio Sesquicentenário da Independência (1972) e Prêmio Itajaí de Poesia, com o livro O Eu de Mim (1982).

Tem onze livros publicados, que somam mais de 40 edições, com destaque para as obras A Morte e o Corpo, O Eu de Mim, Água e Sal, Na Linha do Cerol, A Maçã que Guardo na Boca, Guia do Profissional do Livro (coautoria com Maria Esther Mendes Perfetti), e os livros infanto-juvenis O Touro de Ouro, O Peixe Voador e A Pulga Elétrica.

Foi membro da CNIC, Ministério da Cultura, Lei Rouanet, Área de Humanidades, de 1996 até 2007, Diretor-Adjunto da Câmara Brasileira do Livro, por duas vezes, e Vice-Presidente Administrativo e Financeiro da entidade, no biênio 2002/2003.

É membro do GE-DIGI e do GE-EDITORIAL da Associação Brasileira da Indústria Gráfica, editor do Portal Amigos do Livro, diretor do Espaço Scortecci, docente da Escola do Escritor, consultor e palestrante nas áreas de Impressão Digital, Livros sob Demanda, Direito Autoral e Mercado Editorial Brasileiro. 

Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 

Pingo de Letra
Selo Infantil do Grupo Editorial Scortecci
Telefones: (11) 4562-5003 ou (11) 4562-5004

Nipotech